¡ENTREGA GRATIS AL COMPRAR TU NUEVO IPHONE!

Ver más artículos

Partilhar saúde com a família? Com o iOS 15 já podes


Nova atualização, um sem-número de novidades.

O iOS 15 chega repleto de novas funcionalidades e aplicações, mas um dos principais destaques vai para a aplicação Saúde.

Não é segredo nenhum que a Apple tem apostado, cada vez mais, num acompanhamento constante dos seus utilizadores. Prova disso são as novidades que têm sido lançadas.

Entre elas, estão aquelas implementadas no Apple Watch, o dispositivo que maior destaque merece no que diz respeito aos avanços nas funcionalidades da app Saúde.

Aliás, uma das notícias relacionadas mais recentes tem mesmo a ver com esse dispositivo, que agora deteta quando o batimento cardíaco de um utilizador é baixo.

Fonte da Imagem: Apple Newsroom

Saúde para todos: partilha informações com a tua família

Sim, agora podes. A Apple atualizou a app Saúde, mas não só. A empresa foi mais longe ao criar funcionalidades partilhadas e, até, uma nova tab—incrementada na própria aplicação.

Chama-se "Sharing" e deixa-te introduzir todos os detalhes (que consideres relevantes) sobre a tua saúde. Mas não te preocupes, porque essas informações vão continuar privadas.

Só as vais partilhar com os membros da família que escolheres (e adicionares) à app como os teus "cuidadores". Neste caso, podes, também, escolher apenas uma pessoa.

É lá que podes partilhar dados como a quantidade de horas que dormes por noite, a percentagem de oxigénio no sangue ou até o teu batimento cardíaco. És tu que escolhes as informações que partilhas. É claro que, tudo isto, só é possível com um Apple Watch no pulso.

Novidades só funcionam com o Apple Watch

Depois de, a Apple, chegar à conclusão que o Apple Watch pode detetar a Covid-19 antecipadamente, é agora altura de elevar as funcionalidades da app Saúde a outro nível.

É que, além de poderes adicionar membros da tua família à aplicação, podes, até, incluir o contacto do teu médico ou médica—que vai receber notificações sempre que alguma situação estranha aconteça (como o baixo batimento cardíaco, por exemplo).

Na verdade, estas novidades só funcionam com o relógio inteligente da Apple. De outra forma, não seria possível medir, por exemplo, o batimento cardíaco de uma pessoa.

Estas funcionalidades permitem uma monitorização mais próxima, sobretudo a pessoas que vivam com alguma doença. É mais um passo em frente que a Apple dá para garantir o bem-estar dos seus utilizadores.


Spanish
Spanish